O que causa gordura visceral

Tempo de leitura: 4 min

Escrito por
em 09/02/2024

Compartilhe

O que causa gordura visceral?

A gordura visceral é o tipo de gordura que se acumula ao redor dos órgãos internos, como o fígado, pâncreas e intestinos. Diferente da gordura subcutânea, que fica logo abaixo da pele, a gordura visceral é mais perigosa para a saúde, pois está associada a uma série de problemas, como doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e até mesmo alguns tipos de câncer.

1. Dieta rica em gorduras saturadas

Uma das principais causas da gordura visceral é uma dieta rica em gorduras saturadas. Essas gorduras são encontradas em alimentos como carnes gordurosas, laticínios integrais, manteiga e óleos vegetais hidrogenados. O consumo excessivo desses alimentos pode levar ao acúmulo de gordura ao redor dos órgãos internos.

2. Consumo excessivo de açúcar

O consumo excessivo de açúcar também está relacionado ao acúmulo de gordura visceral. Isso ocorre porque o açúcar em excesso é convertido em gordura pelo fígado, que acaba depositando essa gordura ao redor dos órgãos internos. Além disso, o açúcar em excesso também aumenta a resistência à insulina, o que pode levar ao desenvolvimento de diabetes tipo 2.

3. Estresse crônico

O estresse crônico é outro fator que pode contribuir para o acúmulo de gordura visceral. Quando estamos estressados, nosso corpo libera hormônios como o cortisol, que está relacionado ao aumento da gordura abdominal. Além disso, o estresse também pode levar a hábitos alimentares inadequados, como o consumo excessivo de alimentos calóricos e pouco saudáveis.

4. Falta de atividade física

A falta de atividade física é um dos principais fatores que contribuem para o acúmulo de gordura visceral. Quando não nos exercitamos regularmente, nosso corpo não queima calorias como deveria, o que pode levar ao ganho de peso e ao acúmulo de gordura ao redor dos órgãos internos. Além disso, a falta de exercícios também está relacionada a outros problemas de saúde, como a diminuição da massa muscular e a redução do metabolismo.

5. Consumo excessivo de álcool

O consumo excessivo de álcool também pode contribuir para o acúmulo de gordura visceral. O álcool é uma substância calórica e quando consumido em excesso, pode levar ao ganho de peso e ao acúmulo de gordura ao redor dos órgãos internos. Além disso, o álcool também pode prejudicar o funcionamento do fígado, o que pode levar ao acúmulo de gordura nesse órgão.

6. Genética

A genética também desempenha um papel importante no acúmulo de gordura visceral. Algumas pessoas têm uma predisposição genética para acumular gordura ao redor dos órgãos internos, mesmo que tenham uma alimentação saudável e pratiquem exercícios físicos regularmente. Nesses casos, é importante estar ciente dessa predisposição e adotar medidas para controlar o peso e a gordura visceral.

7. Envelhecimento

O envelhecimento também está associado ao acúmulo de gordura visceral. À medida que envelhecemos, nosso metabolismo tende a desacelerar, o que pode levar ao ganho de peso e ao acúmulo de gordura ao redor dos órgãos internos. Além disso, com o envelhecimento, também é comum a perda de massa muscular, o que contribui para o aumento da gordura visceral.

8. Tabagismo

O tabagismo é outro fator que pode contribuir para o acúmulo de gordura visceral. O cigarro contém substâncias que afetam o metabolismo, levando ao ganho de peso e ao acúmulo de gordura ao redor dos órgãos internos. Além disso, o tabagismo também está associado a outros problemas de saúde, como doenças cardíacas e câncer.

9. Desequilíbrio hormonal

Algumas condições de saúde, como a síndrome do ovário policístico e o hipotireoidismo, podem levar ao desequilíbrio hormonal, o que pode contribuir para o acúmulo de gordura visceral. Nessas condições, o metabolismo fica mais lento e o corpo tende a armazenar mais gordura, especialmente ao redor dos órgãos internos.

10. Sono inadequado

O sono inadequado também pode estar relacionado ao acúmulo de gordura visceral. Quando não dormimos o suficiente, nosso corpo produz mais hormônios do estresse, como o cortisol, que está associado ao aumento da gordura abdominal. Além disso, a falta de sono também pode levar a hábitos alimentares inadequados, como o consumo de alimentos calóricos e pouco saudáveis.

11. Medicamentos

Alguns medicamentos também podem contribuir para o acúmulo de gordura visceral. Alguns antidepressivos, corticosteroides e medicamentos para o tratamento de doenças crônicas podem afetar o metabolismo e levar ao ganho de peso e ao acúmulo de gordura ao redor dos órgãos internos. É importante conversar com um médico sobre os possíveis efeitos colaterais dos medicamentos que você está tomando.

12. Má alimentação durante a infância

A má alimentação durante a infância também pode contribuir para o acúmulo de gordura visceral na vida adulta. Estudos mostram que crianças que consomem uma dieta rica em alimentos calóricos e pouco saudáveis têm maior probabilidade de desenvolver obesidade e acumular gordura ao redor dos órgãos internos quando adultos.

13. Sedentarismo

O sedentarismo, ou seja, a falta de atividade física regular, é um dos principais fatores que contribuem para o acúmulo de gordura visceral. Quando não nos movimentamos o suficiente, nosso corpo não queima calorias como deveria, o que pode levar ao ganho de peso e ao acúmulo de gordura ao redor dos órgãos internos. É importante adotar um estilo de vida ativo e praticar exercícios físicos regularmente para evitar o acúmulo de gordura visceral.

Compartilhe

Você vai gostar também: