O que causa melasma na pele

Tempo de leitura: 4 min

Escrito por
em 09/02/2024

Compartilhe

O que causa melasma na pele?

O melasma é uma condição de pele comum que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Caracterizado por manchas escuras e irregulares na pele, o melasma pode ser um problema estético significativo para muitos indivíduos. Mas o que causa o melasma na pele? Neste glossário, vamos explorar as principais causas dessa condição e fornecer informações detalhadas sobre cada uma delas.

Hormônios

Uma das principais causas do melasma é a influência dos hormônios. O melasma é mais comum em mulheres, especialmente durante a gravidez ou quando estão tomando contraceptivos hormonais. Isso ocorre porque os hormônios femininos, como o estrogênio e a progesterona, podem estimular a produção de melanina, o pigmento responsável pela cor da pele. Quando há um desequilíbrio hormonal, a produção de melanina pode aumentar, levando ao desenvolvimento de manchas escuras na pele.

Exposição solar

A exposição solar é outra causa importante do melasma. A radiação ultravioleta (UV) do sol pode estimular a produção de melanina, levando ao escurecimento da pele. Além disso, a exposição solar sem proteção adequada pode piorar o melasma existente, tornando as manchas mais visíveis. É por isso que é essencial usar protetor solar diariamente e evitar a exposição excessiva ao sol, especialmente durante os horários de pico de radiação UV.

Genética

A genética também desempenha um papel importante no desenvolvimento do melasma. Estudos mostraram que pessoas com histórico familiar de melasma têm maior probabilidade de desenvolver a condição. Isso sugere que certos genes podem estar envolvidos na predisposição ao melasma. No entanto, os mecanismos genéticos exatos ainda não são totalmente compreendidos e são objeto de pesquisas em andamento.

Alterações hormonais

Além dos hormônios femininos, outras alterações hormonais também podem desencadear o melasma. Por exemplo, distúrbios da tireoide, como hipotireoidismo ou hipertireoidismo, podem afetar a produção de melanina e contribuir para o desenvolvimento de manchas escuras na pele. Da mesma forma, certas condições hormonais, como a síndrome dos ovários policísticos, podem aumentar o risco de melasma.

Medicamentos

Alguns medicamentos podem desencadear o melasma como efeito colateral. Isso inclui certos contraceptivos hormonais, terapias de reposição hormonal, medicamentos para tratamento da tireoide e alguns antidepressivos. Se você está tomando algum medicamento e notou o surgimento de manchas escuras na pele, é importante conversar com seu médico para avaliar se o medicamento pode estar relacionado ao melasma.

Fatores emocionais e estresse

Embora a relação entre fatores emocionais e melasma não seja totalmente compreendida, alguns estudos sugerem que o estresse e as emoções intensas podem desempenhar um papel no desenvolvimento do melasma. O estresse crônico pode afetar o equilíbrio hormonal e a função da pele, levando ao aumento da produção de melanina. Além disso, algumas pessoas podem desenvolver melasma como resposta a traumas emocionais ou eventos estressantes.

Uso de cosméticos e produtos de cuidados com a pele

Alguns cosméticos e produtos de cuidados com a pele podem conter ingredientes que podem desencadear o melasma em pessoas predispostas. Por exemplo, certos produtos para clareamento da pele contêm ingredientes como hidroquinona, ácido kójico ou ácido azelaico, que podem causar irritação e estimular a produção de melanina. É importante ler os rótulos dos produtos e evitar o uso de produtos que possam desencadear ou piorar o melasma.

Idade

O melasma é mais comum em adultos jovens, especialmente em mulheres na faixa dos 20 aos 40 anos. No entanto, pessoas de todas as idades podem desenvolver melasma. Com o envelhecimento, a pele se torna mais suscetível aos efeitos da exposição solar e às alterações hormonais, o que pode aumentar o risco de melasma.

Tratamentos estéticos

Alguns tratamentos estéticos, como peelings químicos, laser e terapias de luz intensa pulsada, podem desencadear o melasma em algumas pessoas. Esses tratamentos podem estimular a produção de melanina ou causar inflamação na pele, levando ao surgimento de manchas escuras. É importante discutir os riscos e benefícios desses tratamentos com um profissional de saúde antes de realizá-los.

Conclusão

Em resumo, o melasma é uma condição de pele complexa e multifatorial. As principais causas incluem influência hormonal, exposição solar, predisposição genética, alterações hormonais, uso de certos medicamentos, fatores emocionais e estresse, uso de cosméticos inadequados, idade e tratamentos estéticos. É importante entender essas causas para tomar medidas preventivas e buscar tratamentos adequados para o melasma. Consultar um dermatologista é fundamental para obter um diagnóstico preciso e um plano de tratamento personalizado.

Compartilhe

Você vai gostar também: