Qual o valor ideal de gordura visceral

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por
em 10/02/2024

Compartilhe

Qual o valor ideal de gordura visceral?

A gordura visceral é aquela que se acumula ao redor dos órgãos internos, como o fígado, o pâncreas e os intestinos. Diferente da gordura subcutânea, que se localiza logo abaixo da pele, a gordura visceral está mais relacionada a problemas de saúde, como doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2 e síndrome metabólica. Por isso, é importante saber qual o valor ideal de gordura visceral para manter uma boa saúde.

De acordo com especialistas, o valor ideal de gordura visceral varia de acordo com o sexo e a idade da pessoa. Para os homens, o valor considerado saudável é de até 1 cm de gordura visceral. Já para as mulheres, o valor ideal é de até 0,8 cm. Esses valores são medidos por meio de exames de imagem, como a tomografia computadorizada ou a ressonância magnética.

É importante ressaltar que esses valores são apenas uma referência e podem variar de acordo com outros fatores, como a altura, o peso e a composição corporal de cada indivíduo. Além disso, é fundamental considerar também a distribuição da gordura corporal, pois mesmo que o valor de gordura visceral esteja dentro do ideal, se houver um acúmulo excessivo de gordura subcutânea em outras regiões do corpo, como a barriga, isso pode indicar um maior risco para a saúde.

Para manter a gordura visceral dentro dos valores considerados saudáveis, é necessário adotar um estilo de vida saudável, que inclua uma alimentação equilibrada e a prática regular de exercícios físicos. Além disso, é importante evitar o consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras saturadas e trans, como frituras, alimentos industrializados e fast food.

Outro fator que pode influenciar no valor ideal de gordura visceral é o nível de estresse. O estresse crônico pode levar ao acúmulo de gordura na região abdominal, aumentando o risco de desenvolvimento de doenças relacionadas à gordura visceral. Por isso, é fundamental adotar estratégias para lidar com o estresse, como a prática de atividades relaxantes, a meditação e o sono adequado.

Além disso, é importante destacar que a genética também pode influenciar na quantidade de gordura visceral de cada pessoa. Algumas pessoas possuem uma predisposição genética para acumular mais gordura na região abdominal, mesmo mantendo um estilo de vida saudável. Nesses casos, é fundamental estar atento aos outros fatores de risco e realizar exames de rotina para monitorar a saúde.

É válido ressaltar que a gordura visceral não pode ser eliminada apenas com exercícios localizados, como abdominais. A perda de gordura corporal como um todo é fundamental para reduzir a gordura visceral. Por isso, é importante adotar uma abordagem global, que inclua exercícios aeróbicos, como caminhadas, corridas e natação, além de exercícios de fortalecimento muscular.

Além disso, é fundamental manter um equilíbrio entre a ingestão de calorias e o gasto energético. Consumir mais calorias do que o corpo necessita pode levar ao acúmulo de gordura visceral, mesmo que a alimentação seja saudável. Por isso, é importante estar atento à qualidade e à quantidade dos alimentos consumidos, além de evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, que também podem contribuir para o acúmulo de gordura visceral.

Por fim, é importante destacar que a avaliação da gordura visceral deve ser feita por um profissional de saúde, como um médico ou um nutricionista. Esses profissionais são capacitados para realizar os exames necessários e interpretar os resultados de forma adequada. Além disso, eles podem fornecer orientações personalizadas para cada indivíduo, levando em consideração suas características individuais e seus objetivos de saúde.

Em resumo, o valor ideal de gordura visceral varia de acordo com o sexo e a idade da pessoa, mas é importante considerar outros fatores, como a distribuição da gordura corporal e a genética. Para manter a gordura visceral dentro dos valores saudáveis, é necessário adotar um estilo de vida saudável, que inclua uma alimentação equilibrada, a prática regular de exercícios físicos e o controle do estresse. A avaliação da gordura visceral deve ser feita por um profissional de saúde, que poderá fornecer orientações personalizadas para cada indivíduo.

Compartilhe

Você vai gostar também: