Quando surge o melasma na gravidez

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por
em 09/02/2024

Compartilhe

Quando surge o melasma na gravidez

O melasma é uma condição de pele caracterizada pelo surgimento de manchas escuras, principalmente no rosto. Embora possa afetar qualquer pessoa, independentemente do gênero ou idade, é mais comum em mulheres, especialmente durante a gravidez. Neste artigo, vamos explorar em detalhes quando surge o melasma na gravidez e como lidar com essa condição de pele tão comum durante esse período.

O que é melasma?

O melasma é uma condição de pele que se manifesta através do surgimento de manchas escuras, geralmente no rosto. Essas manchas podem variar em tamanho e forma, e são causadas pelo aumento da produção de melanina, o pigmento responsável pela coloração da pele. Embora o melasma possa afetar qualquer pessoa, independentemente do gênero ou idade, é mais comum em mulheres, especialmente durante a gravidez.

Por que o melasma ocorre durante a gravidez?

O melasma durante a gravidez é conhecido como cloasma gravídico ou máscara da gravidez. Acredita-se que as alterações hormonais que ocorrem durante a gestação sejam as principais responsáveis pelo surgimento do melasma nesse período. Os níveis elevados de estrogênio e progesterona podem estimular a produção de melanina, levando ao surgimento das manchas escuras no rosto.

Quando o melasma costuma surgir durante a gravidez?

O melasma pode surgir a qualquer momento durante a gravidez, mas é mais comum que apareça no segundo ou terceiro trimestre. Isso ocorre porque os níveis hormonais estão mais estáveis nesse período, o que pode estimular a produção de melanina. No entanto, algumas mulheres podem desenvolver melasma logo no início da gestação, enquanto outras podem apresentar a condição apenas após o parto.

Quais são os fatores de risco para o melasma na gravidez?

Embora as alterações hormonais sejam o principal fator desencadeante do melasma durante a gravidez, existem outros fatores de risco que podem aumentar as chances de desenvolver a condição. Entre eles estão a exposição solar excessiva, o uso de contraceptivos hormonais e a predisposição genética. Mulheres com histórico familiar de melasma têm maior probabilidade de desenvolver a condição durante a gravidez.

Como prevenir o melasma durante a gravidez?

Embora não seja possível prevenir completamente o melasma durante a gravidez, algumas medidas podem ajudar a minimizar o risco de desenvolver a condição. A proteção solar adequada é essencial, pois a exposição aos raios UV pode piorar o melasma. O uso de chapéus, óculos de sol e protetor solar com fator de proteção alto é recomendado. Além disso, evitar o uso de contraceptivos hormonais também pode reduzir as chances de desenvolver melasma durante a gravidez.

Como tratar o melasma na gravidez?

O tratamento do melasma durante a gravidez pode ser um desafio, uma vez que muitos medicamentos e procedimentos estéticos não são recomendados nesse período. A abordagem mais segura é adotar medidas para clarear as manchas e prevenir o surgimento de novas. O uso de cremes clareadores contendo ácido azelaico, ácido kójico ou hidroquinona em baixas concentrações pode ser indicado. Além disso, é importante manter uma rotina de cuidados com a pele, incluindo a limpeza adequada e a hidratação diária.

O melasma desaparece após a gravidez?

Embora o melasma possa desaparecer espontaneamente após a gravidez, em muitos casos as manchas podem persistir por um longo período de tempo. É importante ter paciência e adotar medidas para clarear as manchas, como o uso de cremes clareadores e a proteção solar adequada. Consultar um dermatologista é fundamental para receber orientações personalizadas e avaliar a necessidade de outros tratamentos, como peelings químicos ou laser.

Considerações finais

O melasma durante a gravidez é uma condição de pele comum, causada principalmente pelas alterações hormonais que ocorrem nesse período. Embora não seja possível prevenir completamente o melasma, medidas como a proteção solar adequada e evitar o uso de contraceptivos hormonais podem ajudar a minimizar o risco. O tratamento do melasma durante a gravidez deve ser realizado com cautela, priorizando medidas para clarear as manchas e prevenir o surgimento de novas. Consultar um dermatologista é fundamental para receber orientações personalizadas e garantir o cuidado adequado da pele durante a gestação.

Compartilhe

Você vai gostar também: