Quanto custa um tratamento para melasma

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por
em 09/02/2024

Compartilhe

Quanto custa um tratamento para melasma?

O melasma é uma condição de pele que causa manchas escuras e irregulares, principalmente no rosto. É um problema estético que afeta muitas pessoas, especialmente mulheres, e pode ser bastante incômodo. Existem diversas opções de tratamento disponíveis para o melasma, mas uma das principais preocupações dos pacientes é o custo envolvido. Neste artigo, vamos explorar em detalhes quanto custa um tratamento para melasma e quais são as opções disponíveis.

Opções de tratamento para melasma

Antes de discutirmos os custos envolvidos, é importante entender as opções de tratamento disponíveis para o melasma. Existem várias abordagens que podem ser utilizadas, dependendo da gravidade do melasma e das preferências do paciente. Alguns dos tratamentos mais comuns incluem:

Cremes clareadores

Os cremes clareadores são uma opção popular para o tratamento do melasma. Eles geralmente contêm ingredientes como hidroquinona, ácido kójico, ácido azelaico e ácido retinoico, que ajudam a reduzir a produção de melanina e clarear as manchas escuras. Os cremes clareadores podem ser adquiridos sem receita médica ou prescritos por um dermatologista, dependendo da concentração dos ingredientes ativos. O custo dos cremes clareadores varia de acordo com a marca e a concentração dos ingredientes.

Procedimentos a laser

Os procedimentos a laser são outra opção de tratamento para o melasma. Eles envolvem o uso de feixes de luz intensa para destruir as células produtoras de melanina e clarear as manchas escuras. Existem diferentes tipos de lasers que podem ser utilizados, como o laser de CO2 fracionado e o laser de picossegundos. O custo dos procedimentos a laser varia de acordo com o tipo de laser utilizado, a área tratada e a quantidade de sessões necessárias.

Peelings químicos

Os peelings químicos são uma opção popular para o tratamento do melasma. Eles envolvem a aplicação de uma solução química na pele, que remove as camadas superficiais e estimula a regeneração celular. Os peelings químicos podem ser superficiais, médios ou profundos, dependendo da intensidade da solução química utilizada. O custo dos peelings químicos varia de acordo com a intensidade do peeling e a área tratada.

Microagulhamento

O microagulhamento é um tratamento que utiliza um dispositivo com pequenas agulhas para perfurar a pele e estimular a produção de colágeno. Ele pode ser combinado com a aplicação de substâncias clareadoras para tratar o melasma. O custo do microagulhamento varia de acordo com a área tratada e a quantidade de sessões necessárias.

Tratamentos tópicos

Além dos cremes clareadores, existem outros tratamentos tópicos disponíveis para o melasma. Alguns exemplos incluem o ácido tranexâmico, a vitamina C e os antioxidantes. Esses tratamentos podem ser utilizados isoladamente ou em combinação com outros métodos. O custo dos tratamentos tópicos varia de acordo com a marca e a concentração dos ingredientes ativos.

Combinação de tratamentos

Em alguns casos, pode ser necessário combinar diferentes tratamentos para obter os melhores resultados no tratamento do melasma. Por exemplo, um paciente pode utilizar um creme clareador em conjunto com sessões de laser. O custo da combinação de tratamentos varia de acordo com os métodos utilizados e a quantidade de sessões necessárias.

Custos envolvidos

Os custos envolvidos no tratamento do melasma podem variar significativamente, dependendo da opção de tratamento escolhida e da localização geográfica. Em geral, os cremes clareadores são a opção mais acessível, com preços que variam de R$50 a R$200, dependendo da marca e da concentração dos ingredientes ativos. Os procedimentos a laser e os peelings químicos tendem a ser mais caros, com preços que podem variar de R$500 a R$3000 por sessão, dependendo do tipo de laser ou peeling utilizado e da área tratada.

Considerações finais

É importante ressaltar que o custo do tratamento para melasma pode variar de acordo com diversos fatores, como a gravidade do melasma, a área tratada, a quantidade de sessões necessárias e a localização geográfica. Além disso, é fundamental consultar um dermatologista para avaliar o seu caso específico e recomendar a melhor opção de tratamento para você. O dermatologista poderá fornecer informações mais precisas sobre os custos envolvidos e esclarecer quaisquer dúvidas que você possa ter.

Compartilhe

Você vai gostar também: